Blog Meu Vinho

16/10/2019
Resveratrol pode combater o câncer de pulmão
Mas ele teria que ser ingerido através de um spray nasal
O composto polifenólico resveratrol, encontrado em vinhos tintos, tem sido associado em numerosos estudos a potenciais benefícios para a saúde, incluindo a capacidade de combater o câncer. Mas como o corpo pode metabolizar melhor e usar o composto tem sido debatido por muito tempo. Um novo estudo realizado por pesquisadores na Suíça sugere que o resveratrol poderia prevenir o câncer de pulmão, mas apenas se tomado de uma maneira específica.

O câncer de pulmão é a forma mais letal de câncer, de acordo com estatísticas mundiais de saúde. Para sua pesquisa, publicada na revista Scientific Reports, uma equipe da Universidade de Genebra (UNIGE) monitorou quatro grupos de camundongos. Um grupo recebeu resveratrol antes de ser injetado com carcinógenos, enquanto o segundo grupo recebeu apenas os carcinógenos. A equipe observou que os ratos tratados com resveratrol desenvolveram 45% menos células malignas em comparação com o grupo que não recebeu resveratrol.

Os outros dois grupos de camundongos eram tanto uma espécie que já era muito sensível ao desenvolvimento de tumores (muito parecido com um fumante que está mais em risco de desenvolver câncer de pulmão). Nenhum grupo foi injetado com carcinógenos. Os cientistas deram para um grupo doses de resveratrol e nada para o outro grupo. Eles descobriram que 63 por cento dos ratos que receberam resveratrol não desenvolveram câncer, em comparação com 12,5 por cento no grupo controle.

Mas antes de você acender um cigarro e beber uma garrafa inteira de vinho tinto, é importante saber que o consumo oral de resveratrol não parece ajudar. "Tem-se verificado que, quando você tomar resveratrol por via oral, ele tem algum efeito sobre a prevenção do câncer, talvez relacionado ao gastrointestinal, mas não nos pulmões", afirma Muriel Cuendet, professor adjunto na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de UNIGE. "O que fizemos foi dar o resveratrol aos ratos pelo nariz, então, quando eles estavam respirando, o composto foi ficando nos pulmões." Para o resveratrol ter o mesmo efeito em seres humanos, ele teria que ser ingerido através de um spray nasal.

Fonte: Wine Spectator
 
> Leia as últimas notícias